1.   
    Home
  2.  > 
    Descubra
  3.  > 
    Polimento e cristalização: quais são as diferenças entre eles?

Descubra 11/02/2021

Polimento e cristalização: quais são as diferenças entre eles?

Afinal de contas, o que é polimento e cristalização? Essa é uma curiosidade comum entre os proprietários automotivos, principalmente aqueles que gostariam de dar uma repaginada estética no veículo, mas que ainda não conhecem os procedimentos adequados. Por isso, aproveitamos o momento para elaborar este post especial sobre o assunto. Nesta leitura, você entenderá o que são tais serviços e como eles podem colaborar para o charme e elegância do seu veículo. Então, não perca a oportunidade e acompanhe!

Qual a importância de preservar a lataria e pintura do carro?

Em nossa visão, essa é uma pergunta bem ampla e com várias respostas. Para muitos proprietários, a motivação é puramente pessoal, pois gostam de manter seus veículos com a aparência de novo por uma questão de zelo e capricho. No entanto, também é importante salientar a questão da revenda. A grosso modo, carros com boa aparência costumam ser melhor vistos pelo mercado, já que são um forte indicativo de que o proprietário anterior foi cuidadoso — o que tende a interferir na decisão dos potenciais compradores.

O que é o polimento?

Basicamente, o polimento é uma técnica de revitalização da pintura automotiva, sendo, inclusive, bem conhecida e popular entre os motoristas. Afinal de contas, o procedimento é super útil em processos de revenda, pois dá uma sobrevida legal para a aparência da lataria. Mas, além de proporcionar um up no visual antes da venda, o polimento também é um procedimento periódico para quem gosta de conservar a aparência do veículo em dia. Como sugere o nome, tal serviço tem o objetivo de polir a lataria, realçando a pintura, o brilho e a uniformidade do tom. Por conta disso, é indicado em situações em que a pintura já apresenta manchas, tonalidade opaca, riscos superficiais e até mesmo queimaduras provocadas pelo sol. Sendo assim, o polimento é um procedimento corretivo indispensável para quem precisa proteger carros no litoral. Já tecnicamente, o polimento é um serviço simples. Lógico, é recomendável fazer o procedimento em uma oficina especializada, sobretudo naquelas que são licenciadas pela montadora do seu veículo. No entanto, com os equipamentos e técnicas certas, o serviço pode ser realizado até mesmo na sua casa. O processo só exige duas coisas: uma politriz e uma pasta abrasiva. Combinando a pasta à politriz, basta efetuar o polimento nas peças de maneira uniforme, a fim de evitar a concentração de trabalho em alguns setores da lataria, provocando o contraste de tom e brilho. Mas, novamente, frisamos que o melhor a se fazer é levar o veículo até um especialista, pois em certos casos existirá a necessidade de procedimentos adicionais, que são ainda mais técnicos e delicados, como o uso de lixas para a retirada de riscos e situações afins.

O que é a cristalização?

Também conhecida como espelhamento, a cristalização é um procedimento com a missão de ampliar a durabilidade da tinta automotiva, impedindo que algumas abrasões danifiquem a coloração original do veículo — por isso, é considerada uma técnica preventiva. Inclusive, essa é uma das diferenças mais marcantes entre os dois procedimentos. Enquanto o polimento é uma prática corretiva, aplicada após a presença dos danos, a cristalização é um método preventivo, justamente para minimizar a probabilidade de que ocorram prejuízos à pintura. Tecnicamente falando, a cristalização é um processo mais complexo e delicado que o polimento. Por isso, a recomendação de “leve a uma oficina” é ainda mais pertinente nesse caso, porque apenas um profissional familiarizado com a técnica será capaz de entregar um serviço eficiente e impecável. Para realizar a cristalização, é aplicada e distribuída uma resina especial sobre a lataria do carro. Essa camada adicional servirá como um escudo químico, diminuindo a probabilidade de que ocorram danos à pintura, como manchas, riscos e afins. Por isso, é sempre importante enfatizar qual a real utilidade de cada procedimento. A cristalização não é uma técnica corretiva — ou seja, ela não consegue remover danos já existentes. O objetivo dela é meramente incrementar a proteção à pintura. Além disso, também é legal esclarecer um último ponto: em essência, cristalização e espelhamento são a mesma coisa. A única diferença, além do nome, é um detalhe técnico: o espelhamento aplica uma camada de cera, enquanto a cristalização usa resina.

Como escolher entre polimento e cristalização?

Como destacamos ao longo do texto, a decisão entre polimento e cristalização está diretamente relacionada à sua necessidade. Se a lataria do carro apresenta riscos, manchas, queimaduras e opacidade, o melhor a se fazer é optar pelo polimento. Afinal de contas, trata-se de um procedimento bastante acessível e eficiente naquilo que se propõe a realizar, que é revitalizar a pintura, reparando todos os danos superficiais presentes na lataria. Por outro lado, se você busca proteger a pintura, justamente para minimizar a probabilidade de avarias e a necessidade constante de novos polimentos, o melhor é partir para a cristalização. Inclusive, você pode fazer os dois procedimentos em sequência. Por exemplo, digamos que o seu carro já apresente algumas falhas na pintura, mas você quer mudar essa situação, dando um up no visual e garantindo uma proteção prolongada à boa aparência. Nesse caso, basta realizar o polimento corretivo e, depois, a cristalização preventiva.

Quais os cuidados mais importantes?

Sempre que falamos sobre qualquer procedimento automotivo, o cuidado mais importante costuma ser a competência técnica. Na maioria das vezes, é melhor confiar esses procedimentos às mãos e expertise dos profissionais da área. Afinal de contas, essa é a garantia máxima de que você conseguirá o resultado desejado. A única exceção que pode ser realizada são nos casos em que você já tem familiaridade com o procedimento, por experiência própria ou o simples hábito de preferir fazer você mesmo. Como pôde ver, polimento e cristalização são técnicas fundamentais para a durabilidade estética da pintura do seu veículo. Além desses procedimentos, também vale destacar um que está em alta, o envelopamento do carro, que, literalmente, envelopa a pintura com o padrão/cor desejado. Agora que você está bem antenado com as principais novidades estéticas do mundo automotivo, aproveite para seguir aprendendo sobre esse e outros temas importantes para o seu carro. Para isso, é simples, acompanhe nossas redes sociais!

Sigam as nossas redes:

Veja também