1.   
    Home
  2.  > 
    Descubra
  3.  > 
    Bateria do carro: saiba quando é a hora de trocar e como ela funciona

Descubra 20/02/2021

Bateria do carro: saiba quando é a hora de trocar e como ela funciona

Muitos motoristas certamente já passaram pela situação de tentar dar partida em um automóvel e ele não ligar de forma alguma. Seja estacionado na garagem de casa, seja na rua, esse é um imprevisto que não é muito raro de acontecer. Muitas pessoas logo de cara já pensam que a causa disso é algum problema com a bateria do carro, no entanto, não têm conhecimento sobre seu funcionamento. A mecânica de um veículo pode apresentar problemas em partes distintas; isso é algo totalmente natural e que pode acontecer com todos os automóveis. Porém, é possível reduzir as chances de evitar que tais problemas ocorram. É muito importante que o dono do carro aprenda um pouco mais sobre o funcionamento das partes mais relevantes que compõem o veículo — a bateria automotiva é uma delas. Por isso, preparamos este texto para que você conheça tudo sobre esse componente, inclusive qual é o momento ideal de trocá-lo. Boa leitura!

Como funciona a bateria do carro?

De modo bem simples, podemos dizer que esse componente armazena a energia, e o seu recarregamento é feito pelo alternador. Esse armazenamento acontece de forma química: a bateria conta com óxido de chumbo e com placas de chumbo, com revestimento feito por ácido sulfúrico. No processo, a energia química acaba se transformando em energia elétrica quando é preciso. A responsabilidade da bateria do carro é, portanto, manter os sistemas elétricos e eletrônicos em standby quando o veículo está desligado, dar partida no automóvel e, claro, alimentar todo o sistema elétrico do veículo, garantindo a iluminação.

Como saber se está na hora de trocar a bateria?

A duração da bateria do carro está diretamente ligada a sua utilização. Logo, em carros mais simples, sem faróis adicionais, sons potentes e ar-condicionado, por exemplo, a peça terá uma duração bem maior. A bateria de um automóvel que tem somente os itens de fábrica, geralmente, dura de 2 a 4 anos. Então, ficar atento a alguns sinais é, sem dúvida, a melhor forma de notar quando é necessário realizar a troca. Confira abaixo como identificá-los no seu veículo!

Luzes do painelQuando as luzes do painel estão acesas com o automóvel desligado, ou seja, quando você gira a chave apenas uma vez, elas precisam ficar luminosas da mesma forma que ficam com o veículo ligado. Então, caso perceba que o painel está com as luzes mais apagadas ou fracas, isso pode indicar problemas na bateria do veículo. Quando a bateria começa a sofrer desgaste, ela passa a não ser mais capaz de segurar funções simples como essa sem que o movimento do automóvel a esteja abastecendo de forma constante. Se notar essa peculiaridade, saiba que é o momento de fazer a troca do componente.

Falhas em alguma parte do sistema elétricoOs sistemas elétricos do veículo como faróis, vidros elétricos, ar-condicionado e alarme, podem dar várias dicas de que chegou a hora de trocar a bateria. Como esses sistemas dependem diretamente desse componente, seu desempenho é prejudicado pelas condições dele. Por isso, quando notar falhas, fraqueza nas luzes ou lentidão, por exemplo, vale a pena observar o estado da bateria.

Carro com dificuldades para dar partidaQuando a bateria está nova, é possível dar partida no veículo de forma mais rápida, sem ter nenhum problema. Um dos sinais que mostram que está chegando o momento de trocá-la é quando a partida passa a ficar mais difícil, sobretudo pela manhã. Sendo assim, se seu carro demorar um pouco para pegar, pode ser um sinal de que a vida útil da bateria está terminando. Lembre-se de que isso é agravado em climas mais frios, então você vai conseguir perceber a diferença.

Sem ignição Quando o veículo não pega de forma alguma, saiba que chegou mesmo a hora de fazer a troca da bateria. A melhor saída é acionar um mecânico para ir até o local e trocar a peça. Caso você não tenha essa opção no momento, tente encontrar uma pessoa que possa fazer uma transferência de energia por meio de outro automóvel (a famosa chupeta). Apenas em último caso você pode tentar fazer o veículo pegar com o tranco, mas lembre-se de que essa prática é completamente desaconselhável, uma vez que pode danificar vários componentes do veículo.

Como fazer a bateria do carro durar mais?

Embora seja recarregável, chega um momento em que a bateria descarrega de vez e passa a não aceitar mais carga. Isso quer dizer que ela definitivamente chegou ao fim de sua vida útil. Mas a boa notícia é que existem alguns hábitos de conservação para que você consiga prolongar ao máximo esse tempo. Confira a seguir quais são os principais cuidados com o carro que podem fazer a bateria durar mais!

Faça manutenção preventivaAssim como as demais peças do seu veículo, a bateria também demanda manutenções regulares, e é sempre fundamental fazer visitas em locais especializados. Outra dica importante é buscar uma oficina quando o componente apresentar algum sinal de falha, como complicações e ruídos na hora de ligar o carro. Dessa forma, você vai evitar problemas, podendo fazer ajustes ou até mesmo a troca da bateria antes de passar por situações complicadas no trânsito. Fora isso, não se esqueça de que a manutenção preventiva ajuda a diminuir custos, já que você vai poder prolongar a vida útil sem prejudicar os demais componentes do seu automóvel.

Não deixe o carro parado por muito tempoÉ importante saber que quanto mais um carro permanece parado, maiores são as chances de ele apresentar graves problemas. E claro que um deles é a descarga na bateria. Sabe por que isso ocorre? Porque, mesmo estando estacionado na garagem, os automóveis continuam consumindo a energia da bateria, o que causa uma redução significativa de sua vida útil. Caso você tenha que deixar o veículo parado por um tempo considerável, você pode desconectar o cabo do terminal positivo. Fazendo isso, além de assegurar uma durabilidade maior, vai haver uma prevenção contra possíveis curtos-circuitos.

Não deixe nada ligado na hora da partidaÉ fundamental que você não deixe nenhum aparelho ligado na hora de dar a partida. Lembre-se de que a bateria é a fonte de energia para todos os equipamentos elétricos do automóvel. Portanto, quanto mais apetrechos estiverem ligados, maior será o desgaste para conseguir alimentá-los ao mesmo tempo. Nesse sentido, é preciso ter muita atenção e manter o ar-condicionado, rádio e faróis desligados antes de dar a partida no seu carro.

Desligue todos os equipamentos ao sair do carroDa mesma forma que não é interessante deixar os equipamentos ligados na hora de dar partida, usá-los com o veículo desligado acaba causando um grande desgaste da bateria. Então, sempre que for estacionar seu carro, veja se não deixou nada ligado antes de fechar a porta. Uma dica importante é sempre usar a bateria adequada para o modelo do seu automóvel, sempre seguindo o manual do veículo. Alguns motoristas acabam instalando baterias com menor ou maior capacidade para economizar dinheiro ou ter mais potência. Mas na realidade essa prática pode reduzir a vida útil da peça e gerar muito mais gastos futuramente. Por fim, lembre-se de que a bateria do carro normalmente dura de 2 a 4 anos. Mas é claro que tudo vai depender dos cuidados com a peça e da marca escolhida pelo proprietário. De qualquer maneira, é fundamental ter bastante atenção para que a bateria não pare de funcionar e deixe você em apuros no trânsito. Gostou do texto e quer receber mais conteúdos sobre o universo dos carros? Então aproveite para seguir as nossas redes sociais!

Sigam as nossas redes:

Veja também